Projeto

Projeto

Legado

A Amazônia tem papel fundamental e multidimensional para o equilíbrio do planeta pois garantem a saúde do bioma, dando suporte a sociobiodiversidade, cultura, economia e a regulação climática. Como estratégia para manter a floresta em pé e impedir o avanço das ameaças são criadas áreas protegidas, que são as unidades de conservação e as terras indígenas.

Estudos mostram o papel que a consolidação das áreas protegidas pode ter na construção de uma ocupação territorial mais sustentável. Nesse sentido, o nosso objetivo é ampliar a conservação da biodiversidade da Amazônia, a manutenção da paisagem e das funções climáticas e o desenvolvimento socioambiental e cultural de povos e comunidades tradicionais.

Para isso nasce o LIRA - Legado Integrado da Região Amazônica que apoiará, até 2022, a consolidação da gestão de áreas protegidas. O território do projeto abrange 86 áreas protegidas - 43 Terras Indígenas e 21 Unidades de Conservação Federais, 22 Unidades de Conservação Estaduais, que foram agrupadas em seis blocos. Este território é de aproximadamente 80 milhões de hectares, o equivalente a 34% das áreas protegidas da Amazônia. Os blocos regionais são: Xingu, Norte do Pará, Alto Rio Negro, Baixo Rio Negro, Madeira e Rondônia.

 

Projeto

O LIRA - Legado Integrado da Região Amazônica, é uma iniciativa idealizada pelo IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas, Fundo Amazônia e Fundação Gordon e Betty Moore, parceiros financiadores do projeto e seus parceiros institucionais, que são a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), o Instituto Chico Mendes e Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Secretaria Estadual do Meio Ambiente do Amazonas - SEMA-AM e o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará – Ideflor-Bio.

Como uma das estratégias de implementação será lançada uma chamada pública de projetos que possam promover o fortalecimento e a consolidação da gestão dessas áreas protegidas do Bioma Amazônico e/ou que desenvolvam alternativas sustentáveis de produção para as populações desses territórios. Os recursos totalizam mais de R$ 60 milhões que serão destinados à gestão da iniciativa e à chamada pública, que selecionará até 12 projetos, além de ações complementares.

Os projetos que serão apoiados pelo LIRA deverão contemplar as seguintes linhas de atuação: planos de gestão territorial e ambiental (PGTA) ou de manejo; mecanismos de governança; uso sustentado dos recursos naturais; sistemas de monitoramento e proteção; integração com desenvolvimento regional; e fortalecimento das políticas públicas.

A chamada pública prevê que as instituições proponentes (associações civis, fundações de direito privado e cooperativas) coordenem projetos com outras entidades que de forma integrada contribuam para o objetivo da iniciativa.

Fabiana Prado

Gerente e Articulação Institucional

pradoff@ipe.org.br

 

Neluce Soares

Coordenadora Executiva

neluce.soares@ipe.org.br

 

Claudio Padua

Assessor em Ações Estratégias e Articulação Institucional

cpadua@ipe.org.br

 

Angela Pellin

Assessora de Avaliação e Monitoramento

angela@ipe.org.br

 

Cibele Tarraço Castro

Assessora de Relacionamento e Comunicação

cibele@ipe.org.br

 

Luis Gustavo Quelu

Coordenador Financeiro

gustavo@ipe.org.br

 

 

 

Parceiros Institucionais:

Fundação Nacional do Índio - FUNAI

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidades - ICMBio 

Secretaria Estadual do Meio Ambiente do Amazonas - SEMA-AM

Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará – IDEFLOR-Bio

 

 

Parceiros Financiadores:

Fundo Amazônia

Fundação Gordon e Betty Moore

 

A estrutura de implementação do LIRA se dará dentro dos seguintes componentes:

1 - Chamada pública de projetos;

2 - Ações estratégicas de consolidação da gestão integrada;

3 - Integração e difusão de conhecimento;

4 - Elaboração de planos de promoção socioeconômico;

5 - Adaptação de tecnologias disponíveis para otimização dos custos de proteção territorial, monitoramento de biodiversidade e das ameaças;

6 - Avaliação da efetividade de gestão.

Valor do Projeto: R$ 61.350.000,00 (Fundo Amazônia R$ 45.000.000,00 e Fundação Gordon e Betty Moore R$ 16.350.000,00).

 

Documentos

Contrato do Projeto LIRA com o BNDES

Estatuto do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas

Apresentação LIRA - Estrutura Geral

 

 

 

 

voltar